Motim em prisão brasileira causa mais de 50 mortos

Um motim na maior prisão do Amazonas, em Manaus (Brasil), durou mais de 17 horas e fez entre 50 e 60 mortos. A informação é do secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, citado pela rede Globo. Entre as vítimas terá havido várias decapitações e corpos queimados e mutilados.

Os conflitos tiveram início na tarde de domingo, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, depois de um confronto entre o Primeiro Comando da Capital (PCC) e a Família do Norte (FDN), a fação criminosa que domina as prisões do Estado do Amazonas.

De acordo com um jornal brasileiro, 12 agentes prisionais e outros funcionários acabaram por ser feitos reféns. Foram libertados esta segunda-feira, sem quaisquer ferimentos.

Pin It on Pinterest