Líder da Samsung envolvido em escândalo de corrupção

O vice-presidente da Samsung, Lee Jae-yong, é suspeito de estar envolvido num escândalo de corrupção que também envolve a presidente sul-coreana Park Geun. A empresa está a ser acusada de dar donativos a organizações não-governamentais geridas por Choi Soon-sil, a confidente de Park Geun que foi detida preventivamente em Novembro, recebendo em troca apoio político para a fusão controversa da Samsung C&T com a empresa Cheil Industries, avança a BBC.

Lee Jae-yong tem estado a liderar a Samsung desde que o pai sofreu um ataque cardíaco em 2014. Em Dezembro foi ao Parlamento prestar declarações sobre os donativos de cerca de 16,5 milhões de euros que fez, mas negou ter sido em troca de favores políticos.

Choi e Park são amigas há cerca de 40 anos e , de acordo a investigação, Choi terá alegadamente exercido influência sobre a presidente sul-coreana durante vários anos. Os deputados da Coreia do Sul aprovaram a destituição de Park Geun-hye a 9 de Dezembro de 2016. Foi a primeira mulher a assumir a presidência da Coreia do Sul.

Pin It on Pinterest