Processo «Afinsa» não vai ter culpados em Portugal

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal do Ministério Público (MP) decidiu arquivar o processo «Afinsa», dez anos passados desde o escândalo que deu origem a centenas de queixas em Portugal por burla na compra de selos.

Segundo o JN, na edição de hoje, o entendimento do procurador titular do caso é que os principais administradores do grupo Afinsa já foram julgados e condenados em Espanha, em Julho passado, o que impede a justiça portuguesa de os levar a julgamento. Para o Ministério Público os interesses dos lesados portugueses foram acautelados junto da justiça espanhola, que condenou os três principais arguidos a indemnizar os lesados.

A fraude atingiu 192 mil lesados e estima-se que em Portugal tenham existido cerca de 12 mil investidores que, alegadamente, teriam através dos selos juros superiores aos oferecidos pelos bancos em depósitos a prazo. O esquema tipo Ponzi era alimentado com as novas entradas.

Pin It on Pinterest