Morte de bebé investigada na Guarda

Um processo de averiguações foi aberto pela administração da Unidade de Saúde Local da Guarda para apurar responsabilidades na morte de uma bebé por alegada falta de assistência médica, depois de a mãe ali ter chegado em trabalho de parto.

De acordo com o Jornal de Notícias, a mulher de 39 anos, com 37 semanas de gestação, foi ao serviço de obstetrícia daquela unidade de saúde devido a perdas de sangue e acabou por entrar em trabalho de parto, mas o médico só respondeu à emergência hora e meia depois de ter sido chamado, quando já nada havia a fazer pela bebé.

Em conferência de imprensa, hoje, o conselho de administração confirmou o caso e a abertura de um inquérito para investigar as circunstâncias da morte.

Classificar este artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X