‘Só o conhecimento nos torna diferentes’

O secretário regional de Educação, Jorge Carvalho, participou, na última terça-feira, na cerimónia de entrega de Certificados e Diplomas a adultos que concluíram com sucesso os seus processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências. Um momento carregado de emoção, patente nas intervenções de dois dos 86 formandos que preencheram o auditório do Instituto para a Qualificação, IP-RAM.

“Este momento traduz um trajeto, bem patente nas palavras da Militina Alvares e da Cláudia Silva, de trabalho, de empenho e, acima de tudo, de coragem. Um processo de formação e aquisição de novos conhecimentos exige dedicação e esforço; encontrar espaço para enriquecer o currículo do ponto de vista académico, com as diferentes circunstâncias do quotidiano, da vida de cada um é, sem dúvida, um ato de coragem e reconhecemo-lo”, sublinhou o secretário regional, relevando a aposta do Governo Regional na melhoria das qualificações dos cidadãos.

“Uma sociedade que se quer capaz, competente, solidária e equitativa, é uma sociedade onde todos podem participar, onde todos podem, acima de tudo, ter condições de aceder ao mercado de trabalho. Para isso é necessário ter qualificações mínimas e determinadas competências. Quando elas não são adquiridas na idade ideal, no percurso normal de formação, devem ser criadas oportunidades e condições para que tal possa suceder noutro momento da vida. É esse o nosso propósito”.

Jorge Carvalho aproveitou a citação de Nelson Mandela, recordada por Cláudia Silva, de que “a Educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo”, para desafiar os formandos a prosseguir a aposta no conhecimento. “Sem dúvida que a Educação é a arma mais poderosa para mudar uma vida. É importante interiorizarmos esse conceito, percebermos que é através da formação, do conhecimento, da aquisição de novas competências, que nos tornamos mais capazes, mais competentes e mais úteis. A sociedade é hoje extremamente exigente e competitiva e, tendo essa noção, é importante criarmos oportunidades para melhorarmos as nossas valências. Por isso, quem chegou até aqui, quem se dedicou e enfrentou todas estas dificuldades, o desafio é ir mais além, porque só o conhecimento nos torna diferentes, não só do ponto de vista do desenvolvimento pessoal, mas também ao nível da socialização”, concretizou.

Pin It on Pinterest