Acrilamida é de evitar

Consumir torradas e batatas fritas queimadas aumenta a probabilidade de vir a desenvolver cancro. A conclusão é de um novo estudo da Food Standards Agency (FSA), que recomenda que os alimentos devem ser cozinhados ao ponto de ficarem dourados e nunca castanhos, para que se reduza a probabilidade de ingerir um produto químico, a acrilamida, que causa cancro e é produzida quando os alimentos são cozinhados em altas temperaturas e por muito tempo.

A FSA afirma que ainda não está claro qual o nível de acrilamida que pode ser tolerada no ser humano, mas acredita que estamos a comer demais esta substância. As pesquisas estão a ser testadas em animais, que têm comprovado que este produto é tóxico e causa cancro, pelo que os cientistas assumem que nas pessoas o efeito é o mesmo. Ainda assim, as provas não são 100% conclusivas. Estima-se, no entanto, que o risco de cancro aumente exponencialmente, bem como riscos no sistema nervoso e até reprodutivo.

Não têm faltado críticas para este estudo. Acredita-se que o governo lançou esta campanha sem sequer ter terminado a avaliação, uma vez que o risco concreto em seres humanos ainda não foi testado.

Segundo o The Telegraph, o professor da Universidade de Cambridge, David Spiegelhalter, afirma que não há estimativa real do dano que a acrilamida pode ou não causar no ser humano, nem quais os possíveis benefícios na sua redução. Segundo o professor, este estudo é inapropriado.

Pin It on Pinterest