Houve cerca de 11 mil participações disciplinares em 2015-2016

Um estudo sobre indisciplina, envolvendo perto de 54 mil alunos, concluiu que no ano lectivo 2015-2016 houve 11.127 participações disciplinares em apenas 5,4% da totalidade dos agrupamentos e escolas portuguesas.

“Extrapolando para uma amostragem da totalidade dos agrupamentos/escolas em Portugal levaria a um número de mais de 206 mil participações disciplinares num só ano”, avançou à Lusa Alexandre Henrique, autor do 2º estudo sobre «Indisciplina em Portugal com dados das escolas». “Estamos perante a ponta do icebergue. O Ministério de Educação e sociedade em geral têm que ter consciência que a indisciplina é um problema recorrente e grave na sala de aula. Basta um aluno para estragar uma aula e nem precisa de insultar ou agredir para que o processo de ensino de aprendizagem seja posto em causa.”

No novo estudo, segundo a Lusa, o ciclo de ensino em que ocorreram mais participações disciplinares em 2015-2016 foi o 3º ciclo (61,70%), sendo o 1º ciclo o que menos registos obteve, ficando por 2,13%. O período letivo em que ocorreram mais participações disciplinares foi o 2º período (38,30%), entre o Natal e a Páscoa, sendo o 3º período a altura com menos registos de participações disciplinares (2,13%).

Pin It on Pinterest