Água distribuída através da rede pública rondou os 25,4 milhões de metros cúbicos

Os dados recolhidos pela Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) para o ano de 2015 indicam que a água distribuída através da rede pública rondou os 25,4 milhões de metros cúbicos, +2,5% que em 2014. 56,5% da água distribuída destinou-se ao sector doméstico, percentagem semelhante à de 2014 (56,4%).

“A produção global de resíduos em 2015 atingiu as 169,3 mil toneladas, traduzindo uma redução de 21,7 mil toneladas face ao ano precedente. Esta quebra está em grande parte relacionada com a deposição de inertes que passou de 54,0 para 12,1 mil toneladas entre 2014 e 2015. A principal componente da produção global diz respeito aos resíduos que são tratados na Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos da Meia Serra, os quais registaram um crescimento de 21,0% em 2015. Por sua vez, os resíduos destinados a reciclagem/valorização fora da RAM rondaram as 23,6 mil toneladas”, apontam os dados da DREM.

A despesa consolidada da Administração Regional da RAM em gestão e proteção do ambiente no ano em análise não ultrapassou os 41,4 milhões de euros, sendo que daquele total 56,6% foi canalizado para o domínio “Solos, águas subterrâneas e superficiais” (84,2% em 2014).

Em 2015, as 12 corporações de bombeiros existentes contavam com 644 efetivos (mais 9 que em 2014), que prestaram cerca de 36,5 mil serviços (-1,1% que em 2014), na sua larga maioria (79,6%) relacionados com a área da saúde/pré-hospitalar.

Em 2015, a quantidade de precipitação foi inferior à do ano precedente quer no Funchal (300 mm em 2015 contra 482 mm em 2014) quer no Porto Santo (306 mm em 2015 contra 483 mm em 2014). O valor para o Funchal é um mínimo para o período (1989-2015) da série cronológica disponibilizada pela DREM no seu portal de internet. No que diz respeito às temperaturas, no Funchal, a média das temperaturas máximas em 2015 foi de 22,8ºC (igual a 2014), enquanto no caso das mínimas, a média foi de 17,2ºC (17,1ºC em 2014).

Para o ano em referência, passaram a existir novamente dados sobre a qualidade do ar, sendo que 90,5% das observações para a aglomeração do Funchal tiveram um resultado de “Muito Bom” ou “Bom”. Apenas 3,3% das observações apresentaram uma avaliação qualitativa negativa.

De assinalar ainda em 2015 a ocorrência de 76 incêndios florestais, que consumiram uma área de 468 hectares (dos quais 339 hectares arborizados).

Pin It on Pinterest