Patrão da Uber deixa de dar conselhos a Trump

O patrão da Uber, Travis Kalanick, deixou hoje um fórum estratégico de dirigentes de empresas encarregados de aconselhar o Presidente norte-americano, Donald Trump.

“Falei hoje brevemente com o Presidente sobre o seu decreto sobre imigração e os problemas para a nossa comunidade. Informei-o também de que não posso participar no seu conselho económico”, anunciou Travis Kalanick numa comunicação interna aos funcionários. “Integrar o grupo não significa uma validação do Presidente ou da sua agenda, mas infelizmente foi mal interpretado.”

Donald Trump suspendeu por decreto a entrada nos Estados Unidos de cidadãos originários de sete países de maioria muçulmana, o que provocou uma onda de protestos, em particular no sector tecnológico.

No fim de semana, aproveitando um protesto solidário do sindicato dos taxistas contra a Lei Trump, a UBER subiu as tarifas, levando milhares de pessoas apagaram a aplicação dos telefones.

Pin It on Pinterest