Investimentos da ARM elevam qualidade das águas balneares de Machico

Os Investimentos na rede de esgotos do concelho de Machico, iniciados, em 2015, pela Águas e Resíduos da Madeira (ARM) permitiram que a qualidade da água balnear em duas das suas praias evoluísse de má para aceitável, em 2016. De acordo com as informações avançadas por Susana Prada, os últimos indicadores apontam para que, em 2017, estas venham a ser classificadas com qualidade boa. Um feito do qual a governante se orgulha e que fez questão de manifestar na cerimónia pública de assinatura de protocolos entre a ARM e 12 entidades de Machico para a colocação de oleões.

Na ocasião, a Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais lembrou que este tem de ser um trabalho conjunto. Os investimentos nas redes de saneamento básico feitos pela ARM só darão bons resultados se a população adotar, em simultâneo, boas práticas ambientais.
65 oleões nos 5 municípios aderentes

Com a entrega dos 12 oleões a Machico, a ARM conclui o processo de entrega dos contentores aos cinco municípios aderentes ao Sistema Multimunicipal de Recolha de Resíduos que é por si gerido, designadamente Câmara de Lobos, Machico, Santana, Porto Santo e Ribeira Brava.

Para efeitos de cumprimento da legislação, a ARM disponibilizou à população sessenta e cinco contentores (oleões) para deposição de óleos alimentares usados.

Em paralelo, a ARM está a realizar uma campanha de comunicação e sensibilização da população abrangida, de forma a divulgar a localização dos pontos de recolha e informar da importância da separação correta dos óleos alimentares utilizados.

Recorde-se que a prática corrente e generalizada de despejar óleos no esgoto é um erro ambiental grave, pois contamina os recursos hídricos e favorece o aparecimento de pragas. Além disso, o lançamento de óleos nos esgotos causa danos nos equipamentos usados na drenagem de águas residuais e pode impossibilitar o funcionamento das estações de tratamento de águas residuais.

Pin It on Pinterest