EB23 do Caniço cria Roteiro Turístico

“Mais um bom exemplo das boas práticas pedagógicas e científicas concebidas nas nossas escolas em prol da comunidade e da sociedade em geral”. Foi assim que o secretário regional de Educação, Jorge Carvalho, classificou o Roteiro Turístico do Caniço, apresentado, no passado 21 de fevereiro, na EB23 do Caniço.

O desdobrável A2, idealizado pelo Conselho da Comunidade Educativa da Escola com o objetivo de promover a freguesia, resulta da consulta de bibliografia do Arquivo Regional e de outros trabalhos já realizados, recolha de informação junto da população local e da internet, e mostra onde comer, o que ver, serviços e património do Caniço.
Jorge Carvalho revelou-se agradavelmente surpreendido com o resultado final.

“Este documento é de grande qualidade. É uma mais-valia para a escola do ponto de vista da sua produção, mas é também uma mais-valia para a freguesia, para o concelho e para a Região. Resulta da visão desta escola, a exemplo de outras, de integração na comunidade, na capacidade de criar projetos que são extremamente importantes na formação das nossas crianças e jovens. A experiência que os alunos tiveram na elaboração deste Roteiro torna-os diferentes”, garantiu o governante, elogiando a Escola do Caniço por «pensar fora da caixa e criar um objeto útil do ponto de vista turístico”.

Para o secretário regional, o Roteiro Turístico do Caniço não só será útil para quem nos visita como aproximará os jovens às suas raízes. “As tecnologias que temos à nossa disposição permitem-nos aceder a informação sobre qualquer parte do mundo mas, neste processo de globalização, muitas vezes esquecemos aquilo que nos é mais próximo. Este documento aprimora o conhecimento dos alunos com o seu contexto e realidade, compila um conjunto de temáticas, características desta freguesia, e coloca esse conhecimento ao dispor de todos”, enfatizou Jorge Carvalho, destacando a importância dos projetos que decorrem fora da sala de aula na formação da cidadania dos alunos.

“Enquanto espaço de formação por excelência, a escola tem a responsabilidade de instruir os nossos alunos não só do ponto de vista académico, mas também de prepará-los para um desempenho ativo, consciente e participativo na sociedade”, concretizou o Secretário Regional.

Pin It on Pinterest