Funchal promove Turismo com a Associação de Hotelaria de Portugal

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, assinou ontem, em nome da Autarquia, um protocolo de cooperação com a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), com o intuito de promover a Estratégia Municipal de Turismo, apresentada no ano passado, e que pretende colocar o Funchal como um destino de experiências únicas no panorama nacional e internacional. O protocolo foi assinado com Cristina Siza Vieira, Presidente da Direção Executiva da AHP, e esteve englobado na conferência “A Hotelaria no Funchal – Balanços e Perspetivas”, que decorreu durante a manhã desta quinta-feira, na Sala da Assembleia Municipal, promovida pela mesma Associação.

O protocolo vai exponenciar, a nível nacional, a divulgação de informação relevante para o setor turístico da cidade, nomeadamente do Funchal Card, da aplicação móvel JiTT.travel Funchal ou do portal VisitFunchal, que são as caras da Estratégia Municipal de Turismo. A CMF passa, igualmente, a ter acesso ao projeto Tourism Think Tank (Projeto TTT), a plataforma desenvolvida pela AHP no sentido de contribuir para a melhoria da competitividade do sector turístico nacional, através da dinamização do conhecimento e da prestação de serviços diferenciados.

Este constitui, grosso modo, um observatório de dados extremamente completo, que tem funcionado como um barómetro cada vez mais importante do setor hoteleiro e turístico em Portugal. A AHP encarrega-se, a partir de agora, de tratar e analisar os dados recebidos pela Câmara Municipal do Funchal, incorporando-os nos seus estudos oficiais, ao passo que a Autarquia passa a poder inserir na plataforma online do Projeto TTT as suas próprias análises de caso e artigos.

Na ocasião, Paulo Cafôfo referiu que a parceria “vai permitir continuar a qualificar o produto turístico do Funchal através do aumento de know-how a respeito de práticas de excelência, ao mesmo tempo que será possível incrementar a eficácia na disseminação de algumas das nossas iniciativas-âncora, contando com um parceiro protocolar com a importância e a penetração da AHP, junto dos operadores”.

Paulo Cafôfo lembrou, ainda, que “sob o mote do Funchal como um sítio de experiências únicas, o plano estratégico que criámos definiu como objetivos aumentar o número de visitantes, o tempo de estadias e o volume dos gastos, conquistar os turistas nacionais e afirmar o Funchal como um destino de city break. O Funchal é, inevitavelmente, um catalisador do Turismo da Madeira, pelo que se definiu como indispensável que a cidade qualificasse o seu produto turístico tornando-o diferenciador, concretizando, dessa forma, o potencial do Funchal enquanto marca turística mundial”.

Pin It on Pinterest