Irmão de líder norte-coreano foi morto com químico letal

Kim Jong-nam, meio-irmão do líder da Coreia do Norte, foi assassinado com um químico letal fabricado para contextos de guerra química. É o que consta do relatório toxicológico divulgado pela polícia da Malásia sobre a morte ocorrida no aeroporto de Kuala Lumpur, apontando que os assassinos usaram o gás altamente tóxico VX.

Vestígios de VX foram detectados no rosto e olhos de Kim. Imagens das câmaras de video-vigilância que captaram o ataque de 13 de Fevereiro mostram Kim a ser abordado por duas mulheres que colocam algo na sua cara. Momentos depois é visto a pedir ajuda aos funcionários do aeroporto, que o encaminham para a clínica, onde sofre uma convulsão e morre antes de chegar ao hospital.

O único uso conhecido do VX é em contextos de guerra química e o Centro para o Controlo e Prevenção da Doença (CDC, na sigla inglesa) dos Estados Unidos descreve-o como “o mais potente” de todos os agentes que actuam sobre o sistema nervoso.

Pin It on Pinterest