Ministro aponta para menor dependência dos privados

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou que o Governo da República “em breve” estará em “condições de cumprir o que prometeu” e “internalizar” o consumo de plasma de forma a que Portugal possa ter a menor dependência possível dos privados.

“Foi criado um grupo de trabalho e o presidente do Instituto Português do Sangue e Transplantação [IPST] tem um mandato para executar um conjunto de políticas e de alterações instrumentais que visem corrigir a situação que levou ao desperdício do plasma português”, disse o ministro, à margem do Fórum Nacional Serviço Nacional de Saúde, a decorrer hoje em Santo Tirso.

Pin It on Pinterest