Exportações e importações em alta

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, em fevereiro de 2017, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de, respetivamente, +9,0% e +8,9% (+19,1% e +22,4% em janeiro de 2017, pela mesma ordem). Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações cresceram 5,5% e as importações aumentaram 4,0% (respetivamente +16,6% e +15,1% em janeiro de 2017).

O défice da balança comercial de bens situou-se em 746 milhões de euros em fevereiro de 2017, representando um aumento de 58 milhões de euros face ao mês homólogo de 2016. Excluindo os Combustíveis e lubrificantes a balança comercial atingiu um saldo negativo de 456 milhões de euros, que corresponde a uma redução de 35 milhões de euros em relação ao mesmo mês de 2016.

No trimestre terminado em fevereiro de 2017, as exportações e as importações de bens aumentaram respetivamente 13,3% e 14,7% face ao período homólogo.

Os dados mostram ainda que em 2016 as exportações de bens aumentaram 1,0% e as importações de bens cresceram 1,3% face ao ano anterior. O mercado espanhol foi o que mais contribuiu para o aumento global das exportações, enquanto nas importações foi a Rússia, devido à aquisição de combustíveis.

Em termos dos bens transacionados, em 2016 destaca-se o aumento das exportações de Bens de consumo e das importações de Material de transporte. Em sentido contrário, continuaram a registar-se reduções significativas nas transações de combustíveis. Efetivamente, excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações atingiram um crescimento de 2,5% e as importações de 4,9%.

Pin It on Pinterest