Rússia proíbe Testemunhas de Jeová

O Supremo Tribunal da Rússia decretou hoje a proibição da denominação religiosa Testemunhas de Jeová, uma decisão que implica a liquidação do grupo, visto por muitos como uma seita, e a entrega de toda a sua propriedade ao Estado.

As autoridades russas defendem que os testemunhas de Jeová são um grupo “extremista”, dizendo que as suas actividades proselitistas destroem a harmonia familiar e ameaçam vidas.

Entre as crenças dos Testemunhas de Jeová inclui-se o pacifismo e a recusa de qualquer forma de nacionalismo. Recusam pegar em armas ou cantar hinos nacionais, por exemplo. São também conhecidos pela recusa de transfusões de sangue, o que ocasionalmente leva a casos mediáticos, sobretudo quando os doentes são crianças.

Os testemunhas de Jeová dizem que vão recorrer da decisão quer na Rússia quer, se for caso disso, no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. Na Rússia, segundo os próprios, existem cerca de 175 mil Testemunhas de Jeová.

Pin It on Pinterest