Caminho Real desperta interesse fora da Madeira

A Associação do Caminho Real da Madeira (ACRM) marcou presença, hoje de manhã, à partida de um grupo de quatro caminheiros da cidade do Porto que visitam a Madeira com o intuito de percorrer o Caminho Real 23.

Os primeiros turistas que visitam a ilha com o objectivo de cumprir o CR23 partem da cidade de Câmara de Lobos rumo ao Arco da Calheta para oito dias à descoberta das cores, odores e sabores que a nossa ilha encerra envoltos em história, natureza e na inata hospitalidade insular.

A jornada do Henrique Carneiro, da Ana Carneiro, do Nuno Lopes e Ricardo Araújo, pelas 37 freguesias do litoral madeirense terminará no próximo sábado, dia 6 de Maio, no local de partida após, segundo os próprios, «andar com 10 kg às costas e subir em 8 dias o equivalente à escalada do Evereste».

Face ao crescente interesse despertado pelos Caminhos Reais, a ACRM tem correspondido com o apoio logístico necessário ao cumprimento do Caminho, prestando informações sobre o traçado do percurso, auxiliando na marcação dos alojamentos, identificando locais de interesse

histórico, cultural e gastronómico e facultando a Credencial do Caminheiro que atesta a passagem pelos locais.

Segundo Miguel Silva Gouveia, Presidente da Direcção da Associação do Caminho Real da Madeira, “prevê-se que até o final do verão sejam muitos mais a cumprir o Caminho, tendo a ACMR prevista a organização de uma volta à ilha no início do verão”.

 

Pin It on Pinterest