Mais passageiros nos aeroportos da Região

De acordo com os dados apurados pela Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM), as empresas de transportes coletivos de passageiros por meio de autocarro contabilizaram no 1.º trimestre de 2017 um total de 6,4 milhões de passageiros transportados, dos quais 4,3 milhões em carreiras urbanas (+2,0% que no 1.º trimestre de 2016) e 2,0 milhões em carreiras interurbanas.

Por sua vez, os aeroportos da Região registaram no 1.º trimestre de 2017 um movimento de passageiros na ordem dos 685,0 milhares, superior em 10,3% ao do mesmo período do ano passado. Tanto o aeroporto do Porto Santo como o da Madeira contribuíram para este crescimento no movimento de passageiros, com variações homólogas positivas de 18,6% e 10,1%, respetivamente. No que diz respeito à carga aérea registou-se nos aeroportos da R. A. da Madeira, nos primeiros três meses do ano, um acréscimo nas mercadorias carregadas (+23,3% que no período homólogo), contrariamente às mercadorias descarregadas que apresentaram uma quebra de 6,3%.

No domínio dos transportes marítimos, contabilizaram-se no 1.º trimestre deste ano 74 navios de cruzeiro entrados no porto do Funchal, menos oito que em igual período de 2016. Não obstante, observou-se nos passageiros em trânsito neste tipo de navios um decréscimo de 18,5%. Nos primeiros três meses de 2017, o porto do Funchal recebeu 139 233 passageiros em trânsito, a larga maioria (93,7%) dos quais constituída por europeus. As nacionalidades predominantes foram a alemã (49,5% do total, -10,0% que no 1.º trimestre de 2016), a britânica (31,1% do total, sendo a variação homóloga de -28,0%) e a italiana (quota de 2,8%, -27,4% que em igual período do ano passado).

Note-se ainda que o número de norte-americanos que passou pelo Porto do Funchal nos primeiros três meses de 2017 decresceu 52,8% em termos homólogos, contabilizando-se 2 372 passageiros desta nacionalidade.

Na linha Madeira-Porto Santo, o incremento homólogo no número de passageiros no 1.º trimestre do corrente ano foi de 1,9%.

A variação do movimento de mercadorias nos portos da RAM no trimestre em referência foi globalmente positiva em comparação com o mesmo período do ano passado (+7,1%). Para esta variação contribuíram tanto os aumentos registados na carga como na descarga de mercadorias, com incrementos de 10,2% e 6,5%, respetivamente.

Pin It on Pinterest