Polícia Judiciária deteve burlona

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, identificou e deteve a presumível autora de um crime de burla qualificada, ocorrido entre setembro de 2014 e maio de 2016.

A detida, referenciada como curandeira, na sequência de consultas para tratamento de doença da vítima, por meio de engano que astuciosamente provocou, determinou-a a entregar-lhe várias quantias em dinheiro, lesando-a em cerca de 200.000 euros.

A detida, de 53 anos de idade, vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação das adequadas medidas de coação.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger