Distúrbios na África do Sul antes da moção de censura a Zuma

As principais cidades da África do Sul registaram hoje protestos e distúrbios relacionados com a moção de censura ao Presidente, Jacob Zuma.

Em Joanesburgo, um grupo de manifestantes cortou a circulação em várias ruas, incendiando pneus e colocando pedras na estrada. Na Cidade do Cabo, sede do parlamento – onde os deputados sul-africanos se pronunciaram por voto secreto sobre a moção de censura – eram esperadas manifestações em defesa e contra Jacob Zuma.

Esta foi a primeira vez que os deputados sul-africanos exerceram voto secreto numa moção de censura contra o Presidente sul-africano, que foi já submetido a seis. Zuma, de 74 anos, encontra-se envolvido numa série de escândalos político-financeiros que causaram divisões públicas dentro do ANC, o seu próprio partido.

A ser aprovada a moção, o Presidente da África do Sul deverá demitir-se. Para a votação ser vinculativa deve obter os votos de 201 dos 400 deputados do parlamento, onde o ANC tem uma confortável maioria de 249 assentos.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger