ONU denuncia “torturas e maus tratos” na Venezuela

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos denuncia torturas e maus tratos das forças de segurança da Venezuela na repressão das manifestações contra o regime de Nicolas Maduro. Em comunicado, o ACNUDH diz que as forças policiais têm tratado mal e torturado “de forma generalizada e sistemática manifestantes detidos”, tendo sido ainda responsáveis pela morte de pelo menos 46 manifestantes e 5.000 detenções arbitrárias.

Entrevistas feitas à distância por uma equipa de peritos em direitos humanos das Nações Unidas sugerem que houve na Venezuela um uso generalizado e sistemático de força excessiva e detenções arbitrárias contra os manifestares. Os peritos da ONU concluíram que se verificou um padrão de outras violações dos direitos humanos, como a invasão violenta da casas, torturas e maus tratos a detidos na sequência dos protestos que têm sido organizados pela oposição.

Entre os vários casos examinados pelo ACNUDH, foi detectada a utilização de choques eléctricos, a prática de amarrar os pulsos dos detidos durante períodos prolongados, espancamentos, asfixias com gás, ameaças de morte e casos de violência sexual.

Pin It on Pinterest