Poder local empenhado na limpeza e manutenção dos espaços públicos

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo destacou ontem, em São Miguel, a importância do programa ‘Eco-freguesia, freguesia limpa’ e do empenho do poder local, nomeadamente através das freguesias, na limpeza e manutenção dos espaços públicos.

Marta Guerreiro falava na cerimónia de entrega dos kits de manutenção do projeto ‘A Minha Ribeira’, no âmbito do programa Eco-freguesia 2017, durante a qual foram entregues 12 conjuntos de equipamentos, cada um composto por uma motosserra profissional, uma moto roçadora profissional e dois conjuntos completos de equipamentos de proteção individual, num investimento total de 150 mil euros.

“Estes conjuntos são disponibilizados ao melhores projetos ‘A Minha Ribeira’, que este ano contemplou 30 freguesias em todo o arquipélago”, garantindo que, pelo menos, uma freguesia por concelho está equipada com este kit de manutenção, frisou Marta Guerreiro.

A Secretária Regional acrescentou que esta iniciativa é dirigida “às freguesias em cujos territórios existam linhas de água que importe monitorizar e assegurar a manutenção de condições de limpeza e de normal escoamento”.

Nesse sentido, salientou que “visa disponibilizar as ferramentas para que as Juntas de Freguesia mobilizem as populações para a monitorização e limpeza das linhas de água, numa participação que é voluntária e complementar aos objetivos gerais do programa Eco-freguesia”.

A titular da pasta do Ambiente salientou que, “das 146 freguesias inscritas na edição de 2017 do ‘Eco-freguesia’, 100 inscreveram-se no projeto ‘A Minha Ribeira’, cujas melhores candidaturas recebem os kits, abrangendo a manutenção de 167,6 quilómetros de margens de linhas de água”.

“É importante destacar o papel preponderante que as Juntas de Freguesia das nove ilhas do arquipélago têm enquanto entidades de proximidade com as suas comunidades e um elo de ligação entre as reais necessidades das populações e o desenho de políticas que as satisfaçam”, afirmou Marta Guerreiro, acrescentando que este projeto é “uma aposta ganha na envolvência de todos na proteção de um património ambiental que é de todos”.

O programa ‘Eco-freguesia’, com um investimento que ultrapassou 500 mil euros este ano, decorre desde 2010 e tem como principal objetivo reconhecer e distinguir o esforço das entidades locais, em colaboração com as populações, na limpeza, remoção e destino final dos resíduos abandonados em espaços públicos, incluindo as linhas de água e a orla costeira, bem como o desenvolvimento e participação em programas e ações de sensibilização e educação ambiental

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger