Acusadas de homicídio dizem-se “inocentes”

As duas mulheres acusadas do homicídio de Kim Jong-nam, meio-irmão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, começaram a ser julgadas esta segunda-feira na Malásia e dizem-se “inocentes”.

A indonésia Siti Aisyah, de 25 anos, e a vietnamita Don Thi Houng, de 29, falaram através dos seus intérpretes no Tribunal Superior de Shah Alam, um distrito perto do aeroporto de Kuala Lumpur, onde Kim Jong-nam foi atacado em 13 de Fevereiro com o agente neurotóxico VX, uma versão altamente letal do gás sarin.

O caso gerou uma grave crise diplomática entre a Malásia e a Coreia do Norte. Depois da sua detenção, ambas disseram ter sido instrumentalizadas por agentes secretos norte-coreanos, que as convenceram de que estavam a participar num programa de apanhados para a televisão.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger