Tusk pede a Puigdemont que recue

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, apelou esta terça-feira a Carles Puigdemont, o presidente do governo regional da Catalunha, para que recue nas suas intenções de declarar a independência em relação a Espanha.

“Há alguns dias, eu pedi ao primeiro-ministro Rajoy para procurar uma solução para o problema sem o uso da força. Para procurar o diálogo. Porque a força dos argumentos é sempre melhor do que o argumento da força. Hoje, peço-lhe que respeite – nas suas intenções – a ordem constitucional e que não anuncie uma decisão que torne esse diálogo impossível”, afirmou Tusk. “Eu apelo-lhe… como um membro de uma minoria étnica e um regionalista. Como um homem que sabe como é ser atingido por um cassetete da polícia, como alguém que compreende e sente os argumentos e emoções de ambas as partes.”

Puigdemont poderá, esta tarde, declarar de forma unilateral a independência. No seu pedido por contenção, Tusk solicitou ainda para que se “olhe para o que nos une e não para o que nos divide”, considerando que “isso é que irá decidir o futuro do nosso continente”.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger