Concerto “Improvisação” no Teatro Municipal

A Orquestra Clássica da Madeira promove nesta quarta-feira, dia 18, pelas 21 horas, no átrio do Teatro Municipal Baltazar Dias, o Concerto Improvisação, com Bandolim, Contrabaixo e Percussão. Segundo o Diretor Artístico, Norberto Gomes: “Improvisação! Um momento musical por excelência!”

Uma proposta improvável por músicos de formação erudita. Este grupo formado inicialmente pelos percussionistas Rui Rodrigues e Jorge Garcia, têm habitualmente a colaboração do contrabaixista Gábor Bolba que confere aos concertos sonoridades e efeitos sonoros especiais através das inúmeras possibilidades do contrabaixo que é amplificado para este propósito. Com um misto de improvisação e experimentalismo, todos os concertos são únicos em termos de formato, sonoridades e conteúdos, embalando o público em experiências singulares, fruto do usufruto de atmosferas novas e inesperadas de ambiências rítmicas e sonoras.

Para este concerto que se revelará de excecionais momentos de criação e partilha sonora, temos como convidado especial Norberto Cruz, exímio virtuoso  no   bandolim formado inicialmente na Madeira e posteriormente em Itália, com uma carreira cada vez mais internacional, e que com a sua natural empatia com o público e profusa criatividade, irá cativar-nos para uma viagem musical sem destino programado.

A não perder! É a  inovação na programação da nossa temporada, o diversificar de propostas, a possibilidade dada aos nossos músicos de terem o seu espaço de criação musical e partilha com o público que fazem da nossa orquestra, a sua orquestra.

Os nossos músicos e a sua música! Ouça, e sinta connosco.”, Norberto Gomes deixa assim o convite.

PROGRAMA:

Improvisação / Happening musical

Norberto Cruz. Bandolim [Músico Convidado]

Gábor Bolba. Contrabaixo

Rui Rodrigues. Tímpanos

Jorge Garcia. Percussão

*Norberto Cruz* Bandolim*

Norberto Gonçalves Da Cruz, concertista afirmado e reconhecido no bandolim internacional, apresentou-se  como solista em Portugal, Itália, Estónia, Bulgária, Espanha, Brasil e Áustria, onde colaborou com importantes músicos e se apresentou em salas tais como, o Teatro alla Scala, em Milão, o Teatro Fenice em Veneza e Orquestra “Roma Sinfonietta” de Roma. Exibiu-se sob a direção de prestigiosos maestros como Mstislav Rostropovich e Riccardo Muti e ao lado de músicos de renome internacional, tais como Andrea Bocelli, Noa, Placido Domingo e Júlio Pereira. É um dos fundadores, juntamente com Emanuele Buzi e Valdimiro Buzi, o “Quinteto a Plettro Giuseppe Anedda”, recebendo em 2012 a Medalha de Representação do Presidente da República italiana. É considerado entre os melhores bandolinistas portugueses de maior prestígio recebendo sempre grande aclamação do público e crítica. Formou-se com menção honrosa no Conservatório Superior “Alfredo Casella” de L’Aquila, sob a orientação de uma das mais prestigiosas bandolinistas do mundo, Dorina Frati. Atualmente é professor de bandolim no Conservatório Escola Das Artes da Madeira.

Os bilhetes custam entre 10€ e 5€ e estão disponíveis na bilheteira do Teatro Municipal Baltazar Dias.

    

Pin It on Pinterest