Prisão preventiva para antigos membros do governo da Catalunha

A juíza do Supremo Tribunal de Justiça espanhol, Carmen Lamelas, decretou hoje a prisão preventiva de oito antigos membros do governo da Catalunha, incluindo o antigo vice-presidente Oriol Junqueras.

Segundo o jornal “El País”, entre as razões apontadas pela magistrada para a aplicação da prisão preventiva está o risco de fuga, de destruição de provas e o poder aquisitivo dos oito acusados de rebelião, sedição e desvio de fundos. A ausência no estrangeiro de outros imputados, furtando-se à justiça, terá igualmente pesado na decisão.

O ex-presidente do governo da Catalunha, Carles Puigdemont, encontra-se na Bélgica. E quatro antigos conselheiros (Antoni Comín, Clara Ponsatí, Meritxell Serret e Lluís Puig) também faltaram à audiência.

Pin It on Pinterest