Rajoy pede autorização para destituir o presidente da Catalunha

O líder do governo espanhol, Mariano Rajoy, pediu hoje autorização para destituir o presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, e todo o seu governo, considerando que “não há alternativa” à aplicação do artigo 155.º, artigo que permitirá ao Governo de Madrid assumir o controlo dos poderes autónomos da Catalunha para impedir a declaração de independência da região.

O presidente do Governo foi ao congresso e pediu “a destituição do presidente da Generalitat (governo regional), do vice-presidente e dos conselheiros” (ministros do governo regional). Rajoy responsabilizou Puigdemont pela activação do artigo 155.º da Constituição, dizendo que “ele e só ele” é culpado.

Depois de meses de tensão com Madrid, que considera ilegais as pretensões independentistas da região, Barcelona prepara-se para viver esta sexta-feira um dia decisivo. Enquanto em Madrid se discute e vota a aplicação de um artigo que permite ao Governo intervir directamente na Catalunha, destituir o governo catalão e tomar conta da polícia regional, em Barcelona o parlamento regional catalão, com uma maioria de deputados independentistas, deverá aprovar durante o dia a desejada declaração unilateral de independência (DUI).

O Governo catalão e todos os movimentos e associações separatistas defendem que a independência foi legitimada pelo referendo de 1 de Outubro, considerado ilegal pelo Estado espanhol.

Pin It on Pinterest