Força da NATO, com navio português, atraca em Lisboa

Hoje, sexta-feira dia 10 de novembro, a fragata portuguesa D. FRANCISCO DE ALMEIDA, que se encontra integrada na força naval permanente da NATO (Standing NATO Maritime Group One – SNMG1) atracará no porto de Lisboa em Alcântara (Rocha Conde de Óbidos), por um período de três dias, concluindo assim a sua participação na Operação Sea Guardian, uma operação que visa contribuir para a segurança marítima no Mar Mediterrâneo, e preparar-se para o exercício de oportunidade com a Marinha Portuguesa que se realizará a 13 e 14 de Novembro.

A SNMG1 é uma de quatro forças marítimas permanentes da NATO compostas por navios de países aliados. Estes navios estão permanentemente disponíveis para a NATO empregar, sempre que necessário, quer em exercícios quer em operações reais. A área principal de operação da SNMG1 é o Atlântico Norte, incluindo o Mar do Báltico.

O principal objectivo desta força é dotar a Aliança de uma capacidade marítima com um elevado grau de prontidão, aumentando o conhecimento da situação marítima demonstrando solidariedade, e presença através das visitas aos portos e contribuir para a interoperabilidade entre os países aliados reforçando a segurança e a estabilidade regional.

Portugal contribui com uma fragata da Marinha honrando os compromissos de cooperação com as entidades internacionais, nos domínios da segurança cooperativa e coletiva, em apoio à ação externa do Estado no sector da Defesa.

Para além da fragata D. FRANCISCO DE ALMEIDA, a SNMG1 conta com os navios da Marinha Norueguesa OTTO SVERDRUP (onde está embarcado o comandante da força naval), da Marinha Espanhola NUMANCIA e da Marinha Alemã RHÖN.

A fragata D. FRANCISCO DE ALMEIDA é comandada pelo Capitão-de-fragata João Pedro Alves de Brito Monteiro da Silva e possui uma guarnição de 188 militares, incluindo duas equipas do pelotão de abordagem do Corpo de Fuzileiros, e uma equipa da Esquadrilha de Helicópteros, que opera o Helicóptero Lynx MK-95.

Pin It on Pinterest