Governo alterou “posição negocial”

O secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Mário Nogueira, considerou que os 90% de adesão dos docentes à greve nacional de hoje – e a concentração de 10 mil professores junto ao Parlamento – levaram o Governo de António Costa a alterar a sua “posição negocial”.

Foi no final da concentração diante da Assembleia da República que Mário Nogueira disse ter tomado conhecimento, através da comunicação social, que a secretária de Estado Adjunta e da Educação declarou que o Governo da República estava disposto a contabilizar o tempo integral de serviço dos professores para efeito de carreira.

Pin It on Pinterest