Madeira vai aproveitar benefício proposto pela TAP

O Vice-Presidente do Governo Regional, Pedro Calado, reagiu à reunião marcada entre o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, o diretor-geral ibérico e o diretor para Portugal da easyJet, com o propósito de discutir o subsídio de mobilidade das Regiões Autónomas. Uma reunião que, garantiu o Vice-Presidente, é fruto do muito trabalho que tem sido feito entre o Governo Regional e o Governo da República e que começa a surtir efeito.

“Registamos com agrado o empenho neste assunto, depois dos longos meses de tentativas de negociação com o Governo da República e depois de muito esforço para iniciar este diálogo institucional”, disse Pedro Calado, realçando que o Governo Regional tem já agendada também uma reunião com os diretores daquela companhia aérea.

De acordo com o governante, a Região não vai desperdiçar a abertura que a TAP manifestou para alterar o reembolso das viagens aéreas apenas porque a Easyjet tem limitações tem um problema de compatibilização do sistema informático.

“Não queremos nem vamos contribuir para arranjar problemas com a Easyjet. O Governo Regional agradece todo o trabalho que esta companhia tem feito na Região, mas temos de arranjar uma forma de não prejudicar os madeirenses”, salientou Pedro Calado, acrescentando que o Governo Regional procurará encontrar uma solução, em conformidade com o Governo da República, para que nenhuma companhia aérea seja prejudicada.

“Não podemos é fechar a porta ao benefício que a TAP nos quer transferir. Vamos beneficiar daquilo que a companhia tem para nos dar, porque vem ao encontro das nossas necessidades.

O Vice-Presidente falava à margem da visita à XV Feira das Vontades, organizada pela Casa do Voluntário da Madeira.

Pin It on Pinterest