Morreu militar dos EUA que desertou para a Coreia do Norte

Charles Jenkins, um dos quatro militares norte-americano que desertaram para a Coreia do Norte nos anos 60, morreu aos 77 anos. A notícia foi avançada esta segunda-feira pela agência de notícias japonesa Kyodo News.

Jenkins estava a viver na ilha de Sado, no Japão, desde 2004, terra natal da sua mulher Hitomi Soga, raptada pela Coreia do Norte em 1978 e libertada em 2002, após um acordo entre os dois países.

O militar tinha 24 anos quando fugiu para a Coreia do Norte. Em diferentes entrevistas, explicou que teve medo de ser morto durante as patrulhas que a sua unidade fazia à fronteira entre as duas Coreias ou de ser enviado para o Vietname.

Uma vez na Coreia do Norte, o militar pensou que seria entregue à embaixada da União Soviética e que acabaria para regressar aos EUA numa troca de prisioneiros entre os dois países em plena Guerra Fria.

Pin It on Pinterest