Ministro não teme consequências para portugueses da Venezuela

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, não acredita que haja consequências para os portugueses residentes na Venezuela devido à acusação do presidente Nicolás Maduro de que Portugal sabotou a importação de pernil de porco para aquele país.

“Julgo que não haverá nenhumas, porque não faz sentido que haja. Os portugueses que trabalham na Venezuela e os seus descendentes são um grupo que contribui imenso para a economia e sociedade venezuelana”, declarou hoje Augusto Santos Silva, durante o lançamento, em Lisboa, do Relatório da Emigração (2016), elaborado pelo Observatório da Emigração.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou os Estados Unidos e Portugal “de sabotarem” a importação de pernil de porco, uma tradição na ementa da quadra natalícia dos venezuelanos, que o Governo venezuelano tinha prometido distribuir entre o povo, a preços subsidiados, durante o Natal.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger