Assange já tem cidadania do Equador

Julian Assange, o fundador do WikiLeaks, refugiado na embaixada do Equador em Londres há mais de cinco anos, já tem cidadania daquele país. O anúncio foi feito hoje pela Ministra dos Negócios Estrangeiros do Equador, Maria Fernanda Espinosa.
Julian Assange refugiou-se na embaixada do Equador em Londres em Junho de 2012 para escapar ao mandado de detenção europeu emitido pela Suécia, na sequência de acusações de violação, as quais sempre negou. O mandado foi retirado em Maio de 2017, encerrando uma saga judicial que durava desde 2010.

Apesar da decisão da procuradoria sueca, Assange continuou na representação diplomática por receio de ser detido pelas autoridades britânicas e deportado para os Estados Unidos, onde pode ser julgado pela publicação de documentos militares e diplomáticos confidenciais.

O site WikiLeaks, lançado em 2006, tornou-se conhecido por divulgar vídeos do exército norte-americano em Bagdade, no Iraque, e depois por tornar públicos relatórios confidenciais das Forças Armadas norte-americanas sobre a guerra no Afeganistão e no Iraque.

Pin It on Pinterest