Nigel Farage admite segundo referendo sobre o Brexit

Nigel Farage admitiu hoje a eventualidade de surgir um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), desta vez para silenciar em definitivo os opositores da decisão tomada em 2016.

O eurodeputado, antigo líder do Partido eurocético Ukip e da campanha pelo Brexit, disse que chega “a pensar que talvez, verdadeiramente, pudéssemos organizar um segundo referendo sobre a permanência na UE”.

“Isso poria fim e de uma vez por todas a qualquer problema para uma geração”, afirmou Farage, considerando que a percentagem de votantes que se pronunciaria em favor da saída seria “muito mais elevada” que a registada no referendo de 23 de Junho de 2016.

O antigo primeiro-ministro Tony Blair e outros políticos pró-UE da oposição apelaram à realização de um segundo escrutínio, argumentando que os britânicos não tinham conhecimento, no momento da votação, de todas as implicações da saída.

O referendo sobre a presença do Reino Unido na UE registou 52% de votos a favor da retirada (Brexit), contra 48% a defenderem a permanência. A eventualidade de um segundo referendo já foi excluída pela primeira-ministra, Theresa May.

Pin It on Pinterest