Brexit poderá custar 100.000 milhões de euros

O Reino Unido deverá ter de pagar 100.000 milhões de euros para sair da União Europeia (UE), mais do que o valor inicialmente estimado, indicou hoje o jornal económico britânico Financial Times (FT).

O aumento resulta de exigências da França e da Alemanha, tendo como objectivo fazer provisões para o sector agrícola depois do ‘brexit’, bem como pagamentos para cobrir gastos administrativos comunitários em 2019 e 2020.

Até agora, falava-se de que a factura do divórcio britânico se cifraria em cerca de 60.000 milhões de euros, mas, segundo o Financial Times, vários países europeus endureceram a sua posição. A conta britânica, que faz parte da negociação sobre os termos da retirada do Reino Unido da UE, é um dos assuntos mais conflituosos das negociações, que deverão começar depois das eleições britânicas de 08 de Junho.

Comentando este artigo do FT, o ministro britânico para o ‘brexit’, David Davis, declarou hoje à cadeia ITV que o seu país não pagará 100.000 milhões de euros e que tudo será negociado nas reuniões.

Pin It on Pinterest