Comissão de Utentes garante que “não há medicamentos para doentes oncológicos

A Comissão de Utentes esteve hoje junto ao hospital, para mais uma vez, denunciar a falta de medicamentos, “situação que infelizmente, se torna cada vez mais frequente no SESARAM”, apontaram.

De acordo com a Comissão de Utentes: “Temos recebido pedidos de ajuda de doente oncológicos que relatam a falta de medicamentos na farmácia hospitalar, nomeadamente o Leprozol que é utilizado no tratamento do cancro da mama. Ao contrário do que os serviços hospitalares disseram na comunicação social esta semana, aos nossos utentes informaram que “não há, não sabemos quando virá, e não será tão cedo” forçando os pacientes a comprarem o medicamento numa farmácia, empurrando para o privado uma obrigação que é do Estado”.

A Comissão de Utentes exige aos órgãos administrativos e à Secretária regional da Saúde que “reflitam nas consequências da sua gestão negligente e encontre uma solução urgente e efetiva para estas constantes ruturas de stock de medicamentos fundamentais para a saúde e tratamento dos nossos doentes”.

A Comissão de Utentes realçou ainda: “Essas soluções poderão passar excecionalmente pela comparticipação total dos medicamentos em falta noutras farmácias que os tenham, para que os pacientes não tenham que sofrer pela incompetência das pessoas em que nós confiamos para gerir o sistema de saúde da Região Autónoma da Madeira”.

Pin It on Pinterest