Secretaria de Educação premeia dedicação aos cordofones madeirenses

A Secretaria Regional de Educação / Direção Regional de Educação encontra-se a apresentar, durante esta semana, um projeto que visa a comemoração e promoção dos cordofones tradicionais madeirenses, intitulado “aCORDE!” e operacionalizado pela Direção de Serviços de Educação Artística e Multimédia (DSEAM). Um dos grandes objetivos deste projeto, entre muitos outros de igual destaque, é distinguir quem, pelo seu trabalho e modo de agir, deve ser apontado como exemplo em prol da promoção dos cordofones tradicionais madeirenses. Os cordofones tradicionais madeirenses são hoje um dos elementos identitários da cultura madeirense.

Entre as figuras que contribuíram no passado para a riqueza destes instrumentos, salientam-se os nomes de Cândido Drumond de Vasconcelos, músico virtuoso de machete (nome atribuído ao braguinha no século XIX) em meados do século XIX, e Carlos Santos, jornalista e etnógrafo que deu grande destaque aos cordofones braguinha, rajão e viola de arame, nos estudos que realizou sobre o folclore da Madeira, na década de 1930. De forma a relembrar estas duas personalidades ímpares da cultura madeirense e a reconhecer o trabalho de mérito realizado por instituições e personalidades da atualidade, a Direção Regional de Educação, através da DSEAM, decidiu criar dois prémios: “Prémio Carlos Santos”, a ser atribuído a individualidades ou instituições que tenham contribuído de forma decisiva para a cultura madeirense, com particular impacto nos cordofones tradicionais madeirenses; e “Prémio Cândido Drumond de Vasconcelos”, a ser atribuído a um instrumentista de cordofones tradicionais madeirenses de relevo.

No ano de 2018, os prémios serão entregues no próximo dia 2 de fevereiro, às 17h15, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa, pelo Sr. Secretário Regional de Educação, Dr. Jorge Carvalho, e o Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, Dr. José Tranquada Gomes.

Os homenageados serão a “Associação Musical e Cultural Xarabanda”, que irá receber o prémio devido à sua contribuição para a investigação e a edição de obras no domínio dos cordofones tradicionais, bem como os incentivos que criou para a composição com estes instrumentos.

A Associação Xarabanda destacou-se também, nas últimas décadas, por ter incluído os cordofones tradicionais em vários agrupamentos musicais no seio da associação e por ter promovido os mesmos junto das crianças e jovens da RAM.

O “Prémio Cândido Drumond de Vasconcelos” será entregue ao músico e professor Mário André Rosado, pela sua qualidade e relevância artística, sendo um artista com um percurso musical ímpar, que contribuiu de forma inexcedível para a promoção destes instrumentos junto da população madeirense. No seu percurso conta com diversos discos onde executa de forma primorosa os cordofones tradicionais madeirenses, com um forte carisma que lhe é reconhecido por toda a classe musical.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger