“Brexit: Impactos Políticos e Económicos”

A Associação de Investigação Científica do Atlântico (AICA), promoveu em parceria com a Escola Secundária Jaime Moniz, a conferência “Brexit: Impactos Políticos e Económicos”, nesta terça-feira, dia 29 de outubro, no Liceu, tendo como orador o Prof. Doutor Luís Filipe Lobo-Fernandes, Professor Catedrático da Universidade do Minho.

O orador lamentou profundamente que “os nossos amigos e aliados neste espaço do Atlântico-norte que compartilhamos – um espaço de inserção geopolítica fundamental para Portugal e, por maioria de razão, para as regiões autónomas da Madeira e dos Açores – abandonem um projeto de paz sem precedentes, uma ideia virtuosa de solidariedade, e um espaço de prosperidade à escala do continente europeu”.

Referiu ainda o Professor que “a saída da Grã-Bretanha diminui a componente atlântica da União Europeia deslocando o centro de gravidade político mais para o interior da Europa. Tal constitui, também, um dilema considerável para Portugal em três planos principais: o primeiro pela presença de uma grande comunidade portuguesa nas Ilhas Britânicas – que em 2018 ainda foi o principal destino da emigração portuguesa, atingindo mais de 140.000 residentes – com as consequentes perturbações que a `saída´ não deixará de acarretar; no que respeita à economia das ilhas da Madeira e do Porto Santo, pelo facto dos turistas britânicos representarem o 2º mercado turístico da Madeira. Segundo, a convergência de interesses plasmada na aliança histórica – e, diga-se, estratégica, em dimensões fundamentais. E, terceiro, talvez especialmente premente no cenário que enfrentamos, os aspetos que respeitam à alteração dos equilíbrios de poder dentro da União, algo a que Portugal não pode deixar de prestar atenção acrescida”.

Disse ainda o Professor Luís Filipe que “o desnorte sem precedentes que detetamos no seio das instituições do Reino Unido e das elites britânicas nos últimos três anos e meio, atesta de forma flagrante e em toda a sua extensão a incongruência da decisão de abandonar a EU”.

Considerou ainda que “nos encontramos na fase mais crítica da integração europeia desde a criação das Comunidades. Por isso, concordamos com aqueles para quem a construção comunitária pode estar seriamente ameaçada de desintegração pelo Brexit, um verdadeiro paradoxo histórico na exata medida em que a União é mais necessária do que nunca, para obstar eficazmente a quaisquer impérios que se possam estar a formar – seja qual for a sua capa, a sua designação ou a sua lógica”.

Participaram nesta conferência 150 alunos do 12º ano e do 11º ano e 22 Professores do Liceu Jaime Moniz que tiveram a oportunidade de questionar o Professor e aprofundar os seus conhecimentos quanto ao facto mais relevante na atualidade a nível da União Europeia.

Pin It on Pinterest