Medidas a tomar em situação de um sismo

Apesar dos vários avanços tecnológicos, ainda não é possível prever a ocorrência de sismos. Contudo, existem medidas que podem fazer a diferença numa situação em que ocorra um sismo.

Se estiver num edifício:

Mantenha-se num local seguro e afaste-se de janelas, espelhos, chaminés e outros objetos que possam cair.

Ajoelhe-se e proteja com as mãos, a cabeça e os olhos.

Se estiver nos andares superiores de um edifício não tente abandonar o mesmo. As saídas podem estar bloqueadas.

Se estiver no rés-do-chão e se a rua for um espaço aberto, caminhe calmamente para o meio da mesma.

Utilize sempre as escadas.

Corte o gás, a água e desligue a eletricidade.

Não acenda fósforos ou isqueiros porque há o risco de existirem fugas de gás.

Tenha especial atenção aos vidros partidos e cabos de eletricidade.

Não toque em materiais metálicos, ou outros materiais condutores, que estejam em contato com fios de eletricidade.

Observe o estado do edifício onde está. Se houver risco deste ruir deve abandoná-lo o mais depressa possível.

Procure pequenos incêndios e, se for capaz, extinga-os.

Se houver derrame de materiais inflamáveis procure limpá-los o mais rapidamente possível.

No exterior:

Se for a conduzir, pare o seu veículo e procure espaços abertos, mantendo-se longe de objetos que possam cair como edifícios, encostas e postes de alta tensão. Permaneça no interior da viatura.

Durante a atividade sísmica não tente regressar a casa.

Afaste-se das praias porque depois de um sismo há a possibilidade de ocorrerem tsunamis.

Locais a evitar:

Saídas.

Perto de janelas, espelhos e chaminés.

Junto a candeeiros, móveis e outros objetos que possam cair.

Elevadores.

No meio das salas;

Locais seguros:

Vão de portas interiores;

Cantos das salas;

Debaixo de superfícies estáveis como camas e mesas;


PUB

Pin It on Pinterest