Reparação total do Túnel da Tabua na segunda-feira

Na próxima segunda-feira, dia 25 de maio, serão retomados os trabalhos com vista à reparação total do Túnel da Tabua, danificado após uma queda de pedras ocorrida no passado dia 21 de Janeiro. A abóboda do túnel encontra-se, no presente momento, com uma estrutura metálica de proteção provisória, que terá de ser retirada com vista à reparação definitiva da zona.
Segundo a Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas, os trabalhos serão executados pela concessionária VIAEXPRESSO e incluem a remoção da estrutura de protecção provisória, a reparação/reabilitação da abóbada, com remoção das partes danificadas, a substituição e reforço de armaduras, a preparação e montagem do molde e a sua betonagem. A duração prevista para a execução trabalhos será de cerca de 5 a 6 semanas.
“Nas primeiras duas semanas, de 25 de Maio a 8 de Junho, devido ao risco associado a algumas atividades e de forma a garantir a segurança de todos os intervenientes, o Túnel do Tabua tem de estar encerrado ao trânsito, pelo que o acesso ao Lugar de Baixo será feito exclusivamente pela Rotunda do V Centenário. Está assegurado um trajeto alternativo entre a Ponta do Sol e Tabua, através da Rotunda do V Centenário – Estrada do V Centenário – ER 222 até à Tabua e descida pela ER 227, regressando à VE3”, informa o gabinete do secretário Pedro Fino. “Posteriormente, ultrapassadas as fases de maior perigosidade e até à conclusão da obra, será garantida a circulação automóvel a veículos ligeiros no Túnel da Tabua, numa via da faixa de rodagem, operação que será devidamente coordenada com o empreiteiro em função do ritmo dos trabalhos.”
A queda dos blocos, que ocorreu dia 21 de Janeiro, pelas 9 horas, provocou danos na estrutura de betão armado que servia de protecção à via, levando à rotura da abóbada e das armaduras. Seguiram-se trabalhos de saneamento da encosta, provocando a queda de maciços rochosos que se encontravam instáveis, remoção de blocos que ficaram depositados sobre a estrutura de proteção, substituição de luminárias danificadas e colocação de uma estrutura metálica de proteção provisória.
“No fundo, os trabalhos que agora se seguem passam por dar continuidade à intervenção já iniciada após a queda de pedras e de modo a conferir a segurança necessária e indispensável naquele trajeto.”, explicou o secretário regional de Equipamentos e Infraestruturas, Pedro Fino, pedindo, neste período de execução, a maior compreensão de todos.

Pin It on Pinterest