Mercado de observação de aves tem potencial

 A observação de aves é um nicho do mercado turístico com grande potencial para se desenvolver na Madeira.

Começou hoje, no Fórum Machico, o VII Congresso de Ornitologia da SPEA e as I Jornadas Macaronésicas de Ornotologia. O referido evento, que se prolonga até 31 de Outubro, reúne vários especialistas que se dedicam ao estudo das aves.

À margem da sessão de abertura do congresso, o director do Parque Natural da Madeira (PNM), Paulo Oliveira, destacou que o evento tem um grande significado para a Região. “Não só vamos discutir aspectos técnicos, com também vamos abordar aspectos relacionados com a conservação das aves na Madeira. Ao discutirmos esse tema também estamos a discutir a conservação da natureza no seu todo”, frisou Paulo Oliveira.

Aquele responsável salientou, também, que o evento assume grande importância a nível turístico, pois cada vez mais o Destino Madeira está direccionado para a Natureza. “Existe uma franja muito grande no mercado para o turismo virado para a observação de aves. Este nicho de mercado assume cada vez mais uma maior expressão a nível mundial, sendo que na Madeira tem muito potencial para crescer e ser explorado”, realçou Paulo Oviveira.

O responsável pelo PNM referiu, por exemplo, que só a observação da Freira da Madeira é realizada por cerca de 500 turistas por ano, apontando que aquela espécie é um dos atractivos turísticos na ilha.

Paulo Oliveira considera, ainda, que as grandes obras que se têm feito na Região não têm prejudicado as aves e outras espécies. “Tudo o que são obras de grande volume são obrigadas a ter estudos de impacto ambiental e são obrigadas a ter medidas medicadoras para os impactos que, eventualmente, possam vir a causar”, sustentou.

O presidente do PNM assegurou, ainda, que a conservação da natureza vai continuar a contar com o apoio de fundos comunitários, pelo menos até 2014, altura em que termina o programa LIFE. “O PNM neste momento tem dois programas LIFE em curso, que totalizam um milhão e 600 mil euros. Um deles tem haver com o trabalho de recuperação dos ilhéus do Porto Santo e outro que visa trabalhar entre as populações no sentido mudar os seus comportamentos em relação ao meio ambiente”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest