Portugal vai duplicar o número de refugiados

Portugal vai duplicar até final do ano o número de refugiados, disse esta terça-feira o ministro-adjunto do primeiro-ministro, Eduardo Cabrita, que tutela as migrações. Actualmente são 534 os que residem e no país.

No âmbito de uma reunião em Lisboa – organizada pela Agência Europeia para o Asilo (EASO) e pela Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) – o governante explicou à Lusa que “nas próximas semanas” chegarão “números muito significativos” de refugiados, que serão recolocados em Portugal a partir de Itália e da Grécia.

São refugiados que já passaram por todos os trâmites, de identificação, de pré-registo e de registo, por parte de todas as autoridades, e chegarão até final do ano”, explicou o ministro.

Portugal, recorde-se, assumiu o compromisso de acolher cinco mil pessoas no âmbito do programa de recolocação de refugiados, tendo o primeiro-ministro já anunciado a disponibilidade de duplicar esse número.

Eduardo Cabrita salientou que a Europa tem de dar “uma resposta colectiva” na recolocação dos refugiados, e na qual Portugal participa activamente, salientando que no país o tema é “consensual” e “sem afirmações xenófobas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger