Promessas de Albuquerque “não foram cumpridas” com a Quinta do Imperador

Numa iniciativa política que teve lugar, nesta quinta-feira, junto à “Quinta do Imperador” na Freguesia do Monte, Edgar Silva, do PCP/M lamentou a situação em que se encontra a referida quinta. Em declarações apontou:

«O “Museu do Romantismo” foi uma das promessas do Governo Regional para 2016. Deveria estar em fase de implantação na “Quinta do Monte” ou “Quinta do Imperador”. Apesar do PSD de Miguel de Albuquerque ter propagandeado aquele projecto, e apesar da verba colocada no Orçamento Regional/2016, nada foi feito. Aliás, tal como o “Museu do Romantismo”, também o “Museu da Fotografia”, como o “Centro Interpretativo da Diáspora”, nada passou da propaganda. Cada um daqueles projectos tinha verba garantida no Orçamento Regional/2016, nada foi executado.

Já enquanto Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Albuquerque prometeu edificar o “Monte Romântico” era um dos seus anúncios mais fantásticos para a cidade do Funchal: prometeu recuperar o “Comboio para o Monte”; prometeu recuperar as antigas bilheteiras, um património histórico classificado e abandonado; prometeu retomar a instalação de um “novo comboio” entre o centro da Freguesia do Monte e o Terreiro da Luta; prometeu recuperar e edificar na “Quinta do Imperador” uma nova centralidade turística; prometeu o “Roteiro das Quintas” no “Monte romântico”. Tudo mentira! Agora, enquanto Presidente do Governo Regional da RAM, prometeu o “Museu do Romantismo”. Tudo mentira! Até hoje, zero!

A “Quinta do Imperador” foi vandalizada ao longo dos últimos anos, o recheio da casa e o seu valioso património foi desviado e roubado, a casa da Quinta já não tinha cobertura e o seu desabamento e destruição culminaram nos últimos incêndios do mês de Agosto. É caso para dizer, já basta de tanta mentira e de tanta incúria!»

Pin It on Pinterest