Unidade de Ação Fiscal apreende de mais de 1,6 toneladas de tabaco

A Unidade de Ação Fiscal, através dos Destacamentos de Ação Fiscal de Faro e do Porto, realizaram no dia 4 de novembro, uma operação em Faro e Vila Nova de Gaia, que culminou na apreensão de mais de 660 mil euros em tabaco e na detenção de quatro suspeitos.

Esta operação surgiu na sequência de uma investigação, que decorria há cerca de um ano, relacionada com a comercialização ilícita em território nacional de tabaco triturado e de folha de tabaco, tendo culminado com a realização de oito buscas domiciliárias e não-domiciliárias, resultando nas seguintes apreensões: 1,65 toneladas de tabaco (folha e triturado); 815 cigarros manufaturados; 69 maços de cigarros sem estampilha fiscal (1 380 cigarros); 40 máquinas de triturar tabaco; 9 195 euros em numerário; Seis balanças digitais; Diverso material de etiquetagem e acondicionamento de tabaco triturado; Três veículos; Seis computadores portáteis; Três tablets; e 12 telemóveis.

A atividade delituosa desenvolvida pelos suspeitos indiciados gerou, na globalidade, uma fraude que se estima ser superior a 1 milhão de euros, em sede de IVA e do Imposto Especial Sobre o Consumo de Tabaco, que era materializada pela reiterada e dissimulada introdução de folha de tabaco em território nacional, adquirido em Espanha, que era depois triturado e embalado para ser comercializado no mercado paralelo a preços muito inferiores aos praticados no mercado nacional.

Os detidos, com idades entre os 40 e os 56 anos, indiciados da prática dos crimes de introdução fraudulenta no consumo, associação criminosa tributária e fraude fiscal, foram constituídos arguidos, tendo ficado sujeitos a apresentações periódicas ao posto policial da sua área de residência.

A ação teve o apoio do Comando Territorial de Faro e da Polícia de Segurança Pública de Faro.

Pin It on Pinterest