PCP ”indignado” com doação do espolio do Padre Alfredo Vieira de Freitas

O PCP realizou uma iniciativa política no Concelho de Santa Cruz, junto à Câmara Municipal, cujas declarações políticas foram apresentadas pelo responsável do trabalho autárquico do PCP em Santa Cruz, Indalécio Santos: «O PCP esteve hoje em Santa Cruz para denunciar, algo que achamos intolerável. Refiro-me à doação do espolio do Padre Alfredo Vieira de Freitas (2.256 livros, 81 periódicos e 7 caixotes com documentos), por parte da Câmara Municipal, ao Arquivo Regional da Madeira. Foi com enorme espanto que tomamos conhecimento pela comunicação social, que este precioso e importante espolio, tinha sido “oferecido”, ao Arquivo Regional. Este era um espolio que era do Município, era dos munícipes, era dos santacruzenses. Este é um património que devia ficar em Santa Cruz, num espaço digno para o efeito, como polo de interesse cultural do concelho. Esta foi uma decisão, tomada à revelia da Assembleia Municipal de Santa Cruz, o que em nosso entender constitui, um desrespeito por aquele órgão máximo de decisão do concelho.
Se o Sr. Filipe Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, quer doar, oferecer, os seus bens pessoais, isso só a ele diz respeito, agora os bens, o património dos santacruzenses, o património do município, aí tem que ouvir a Assembleia Municipal.
Reafirmamos que este é um património que devia ficar em Santa Cruz, num espaço já existente, ou num que fosse criado para o efeito.
Da nossa parte levaremos através do nosso eleito, o nosso protesto e indignação, à próxima Assembleia Municipal, por esta atitude incompreensível do Sr. Presidente da Câmara».

Pin It on Pinterest