Lota do Funchal com melhores condições para a descarga de pescado

A Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura (SRETC), através da Administração dos Portos da Madeira (APRAM), concluiu, recentemente, a empreitada de Desassoreamento da Zona da Lota Porto do Funchal, intervenção que decorreu durante aproximadamente um mês, tendo por objetivo a dragagem do Porto do Funchal na zona da Lota, afetada pelo depósito de lamas e outros materiais quantificados.

“As obras das ribeiras, tanto as atuais como as anteriores nas fozes, causaram um assoreamento anormal no Porto do Funchal, o que tem obrigado a APRAM a promover a abertura de concursos para dragagem com maior frequência e com quantidades superiores às que seriam normais antes do temporal de 20 de Fevereiro de 2010. Seria, em regra, raro dragar esta zona, pois está longe das fozes das ribeiras mas, dado ao acima exposto, foi necessário dragar agora em 2016.

Na prática, esta obra responde àquilo que era uma reivindicação dos pescadores que se viam impossibilitados de descarregar o pescado na Lota do Funchal, nas melhores condições, devido ao facto do calado ser demasiado baixo. Agora, graças a esta intervenção, o Governo Regional responde a esta necessidade, vindo beneficiar mais de 70 embarcações de pesca.

Importa dizer que o volume de dragados foi de cerca de 2.500 m3 e que, após a execução dos trabalhos, foi alcançada a cota definida no caderno de encargos, de -4,50m (ZH)”, pode ler-se no comunicado da SRETC.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger