Presidências Abertas na Cruz Vermelha Portuguesa

Os Encontros com as Pessoas, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, continuam a decorrer, durante este mês de janeiro, na freguesia de São Pedro. Hoje, o Executivo liderado por Paulo Cafôfo visitou dois edifícios a cargo da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), nomeadamente a sede da delegação regional, na Rua das Mercês, e o Complexo Social e Escolar Dona Olga de Brito, no Caminho da Achada, numa visita dirigida pelo Tenente-Coronel Rui Nunes, Presidente da CVP Madeira, e que também contou com a presença de António Gomes, Presidente da Junta de Freguesia.

Paulo Cafôfo começou por expor à Direção da CVP o propósito destes Encontros com as Pessoas, levados a cabo pelo Executivo junto da população e das forças vivas de cada freguesia, de maneira a perceber a sua realidade, as necessidades e as dificuldades, bem como de tentar estabelecer pontes com a Autarquia, no sentido de facilitar diálogos e agilizar as mais diversas situações. Neste campo, é de salientar a parceria que ficou estabelecida com a CVP, no sentido de potenciar os programas sociais da CMF, nomeadamente, o Subsídio Municipal ao

Arrendamento, o Programa de Apoio à Natalidade e à Família e a Comparticipação Municipal na Aquisição de Medicamentos, constituindo uma Rede Social, de que farão parte outras importantes instituições do concelho. Acrescente-se, de resto, que na próxima semana técnicos da Divisão de Desenvolvimento Social da CMF vão dirigir-se à organização para prestar formação neste sentido.

A Direção da Cruz Vermelha Madeira enalteceu, na ocasião, estas Presidências Abertas do Executivo camarário e a vontade de ouvir a instituição, numa postura proactiva que foi bastante prezada. Houve oportunidade para fazer um balanço aos esforços da organização no último ano, bem como aproveitar para debelar algumas necessidades. Numa visita que contemplou os dois espaços a cargo da CVP, o Executivo assumiu o compromisso de intervir na recuperação do histórico edifício-sede da Cruz Vermelha, ao passo que deixou rasgados elogios ao Complexo Social e Escolar Dona Olga de Brito, construído em 1999, numa antiga Quinta doada à CVP pela benemérita, e que, mercê de um projeto idealizado pela Delegação da Madeira, inclui atualmente um infantário, uma escola, um lar e áreas desportivas, pedagógica e de serviços, numa grande mais-valia para a comunidade.

 

Pin It on Pinterest