Seminário “Mobilidade e Qualidade de Vida nas Cidades”

O Seminário “Mobilidade e Qualidade de Vida nas Cidades”, organizado pela Fernave, contou com dois painéis, o primeiro mais vocacionado para o planeamento e urbanismo e o segundo para a cidade de Lisboa.

Na ocasião, Carlos Castro, vereador com o pelouro da mobilidade de proximidade, da Câmara Municipal de Lisboa, falou nas diversas vertentes de mobilidade na cidade de Lisboa, sempre com a visão sustentável e próxima dos cidadãos. Falou também na importância da qualidade do espaço público, dando exemplos como a “requalificação da Praça do Comércio, transformando-a num espaço sem carros, da Ribeira das Naus e mais recentemente do Eixo-Central”.

O vereador abordou ainda o tema da melhoria da cidade para o cidadão peão, através do Plano de Acessibilidade Pedonal, “sempre a pensar na qualidade de vida dos cidadãos” bem como na importância da bicicleta na cidade, na falta de qualidade dos transportes públicos e na intenção da câmara mudar esse paradigma. O vereador realçou ainda que “as empresas de transportes bem como a autarquia, não têm nada a ganhar em fazer concorrência uns aos outros, o que é necessário é que haja uma articulação devida porque cada um tem a sua função, e por isso muitas vezes, temos que deixar as lógicas dos corporativismos tradicionais de cada uma das instituições e colocar à frente aquilo que interessa, que é servir as pessoas”.

Após a intervenção do vereador da autarquia, participaram também no debate, moderado por José Limão, os presidentes da CP, Manuel Queiró, da Carris, Tiago Lopes Farias e o presidente da EMEL, Luís Filipe Natal Marques.

Neste evento, a Fernave pretendeu refletir sobre o papel dos transportes na mobilidade e qualidade de vida nas cidades, designadamente sobre os fatores que estão subjacentes a esta mudança de paradigma, quais os atores chave e como se articulam, como se cria sustentabilidade no sistema e se pode inovar, que plataformas tecnológicas e aplicações existem, qual o modelo de governação, e ainda que experiências existem em Portugal, e particularmente em Lisboa.

A Fernave comemora neste ano 25 anos de existência no mercado, e assinalou esta data também, o seu aniversário, com o partir de um bolo alusivo ao tema.

Pin It on Pinterest