CMF repõe Subsídio de Insularidade aos funcionários

A Câmara Municipal do Funchal deliberou ontem, em Reunião de Câmara, a reposição do subsídio de insularidade a todos os funcionários da Autarquia, na sequência da possibilidade aberta para o efeito pelo Orçamento Regional para 2017. Recorde-se que o subsídio de insularidade estava suspenso desde a entrada em vigor do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) em 2011, pelo que esta era uma decisão que não estava nas mãos do Município.

“Com o fim do PAEF, o Orçamento da Região voltou a abrir a possibilidade legal da Câmara aplicar este subsídio aos seus trabalhadores, de uma forma mais do que justa. Depois da austeridade, das restrições orçamentais e do congelamento de carreiras, começamos finalmente a ver que o trabalho volta a ser alvo de valorização, o que muito nos apraz”, explicou Paulo Cafôfo, acrescentando que, no caso do Funchal, isto representará uma despesa anual de 270 mil euros, sendo o subsídio pago no mês de agosto, aos cerca de 1650 colaboradores da Autarquia.

O edil reforçou também que “esta é uma reposição de direitos aos nossos funcionários, que foram, durante vários anos, afetados por uma dupla austeridade, derivada da situação de insularidade da nossa Região, e que lhes vem repor algum poder de compra, sendo assegurada exclusivamente através do Orçamento Camarário.”

Também aprovada ontem foi uma proposta para a valorização dos Picos da cidade do Funchal. Paulo Cafôfo explicou que “tal como Lisboa tem as suas colinas, a paisagem do Funchal é profundamente marcada pelos seus picos. Estes tiveram diversas utilizações ao longo dos anos, mas carecem atualmente de uma intervenção integrada, seja na condição de espaços de lazer, alguns dos quais com miradouros sobre a própria cidade, mas também com fins de proteção ambiental”.

O autarde referiu que esta ação necessita, por isso, de um plano de preservação, mas também de promoção, que a Autarquia vai começar agora a trabalhar, e onde se enquadram naturalmente as potencialidades turísticas. A criação de uma Rota dos Picos no concelho foi uma das hipóteses já debatidas.

Pin It on Pinterest