Vice dos EUA usou e-mail pirateado em assuntos oficiais

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, usou uma conta privada de email para tratar de assuntos oficiais quando era governador do estado do Indiana, conta essa que foi pirateada no verão passado.

O ataque ao email privado do actual vice-presidente de Donald Trump usou uma estratégia comum de ‘phishing’: os ‘hackers’ acederam à agenda e ficheiros da conta e, usando a identidade de Mike Pence, reenviaram mensagens para todos os contactos revelando que estava retido nas Filipinas com a mulher e que precisavam de ajuda financeira. Um esquema fraudulento que permite depois recolher dados pessoais e confidenciais dos utilizadores sem que estes dêem conta da fraude.

O IndyStar relata que Mike Pence usava com regularidade a sua conta privada na AOL para tratar de questões oficiais com outros altos responsáveis do Estado quando ainda era governador do Indiana. Entre as várias trocas de mensagens, pode ler-se uma resposta do responsável pela segurança e do seu chefe de gabinete sobre um relatório do FBI relacionado com ameaças terroristas no próprio Estado.

A revelação de que a conta foi pirateada está a fazer soar os alertas em Washington sobre a verdadeira protecção de dados sensíveis. E relança uma das discussões que marcou o duelo presidencial, em que a candidata Hillary Clinton foi criticada por ter usado uma conta de email privada para tratar de assuntos oficiais quando era secretária de Estado.

Pin It on Pinterest